Elizabete Petrella

Betinha

Olá, meu nome é Fernanda e sou mãe da Elisabete Petrella, mais conhecida como Betinha, portadora da Síndrome de Apert e nascida em 16 de Dezembro de 2005. Nós somos de Rio Claro, SP.

Quando nasceu, a Betinha passou por 2 cirurgias cardíacas (com 1 mês e 20 dias para fazer a correção da coartação da aorta e, com quase 3 meses, fechou o CIV para a saída do oxigênio).betinha

Em outubro 2006, começou seu tratamento no Hospital Sobrapar onde ela fez todas as cirurgias pelo SUS.

As cirurgias que foram feitas são:

Com 1 ano e 9 meses, cranioestenose descompressiva;

Com 2 anos, fenda palatina;

Com 2 anos e 2 meses, começou a separar os dedos das mãos;

Com quase 5 anos, separou os dedões dos pés;

Com 12 anos, fez o avanço do monobloco (conhecido como avanço da face);

betinha 1
Avanço do terço médio da face

Agora, ela vai começar a fazer o tratamento odontológico. No hospital onde ela faz os tratamentos, eles só colocam o aparelho (parte ortodôntica) e, para que o aparelho seja colocado, foi solicitada à extração de vários dentes, sendo que o custo para este procedimento é muito alto e nós não temos como arcar com essa despesa.

Fernanda, mãe da Elizabete

 

Histoire en français

à venir.